Inacreditável, mas o seu guarda-roupa revela quem você é

A sociedade se rendeu as aparências e isso já é um fato consumado! No entanto, o que muito se discute é a importância de se sentir bem com a aparência.

De transformar seu visual em um reflexo do seu “eu”. A medicina, a  psiquiatria e a psicologia caíram de cabeça no universo da moda, da consultoria de imagem e das aparências para auxiliar essa questão inevitável na sociedade moderna.

Diante desse fato, o que muito se discute é o reflexo do guarda-roupa e das compras no shopping na vida afetiva e profissional.

A psicóloga de imagem, Marjorie Vicente afirma: suas compras no shopping revelam – e muito! – seus hábitos cotidianos e as fases de sua vida

Segundo a psicóloga, é muito comum as pessoas se dedicarem às compras de roupas para trabalhar e conseqüentemente esquecerem das vestimentas para lazer e hobbies. O que parece uma questão simples, na realidade, é um problema comportamental e que pode afetar questões como – a auto-estima e os relacionamentos.

“Atuar nesse leque vai além de pensar que tipo de mensagem estamos passando. É poder refletir sobre o “lifestyle” adotado e o grau de satisfação relacionado a isto.

Outro dia uma cliente chegou à conclusão que o seu guarda-roupa era repleto de opções de vestuário para o trabalho, mas que nos finais de semana, usava apenas roupas de ginástica compradas há anos atrás, o que a fez pensar nas reclamações dos filhos e do companheiro que ela só dava atenção a vida profissional. Até mesmo o closet dela refletia isto”, destaca Marjorie Vicente.

A barreira trabalho versus vida pessoal está cada vez mais tênue – os horários comerciais se estenderam, os notebooks tornaram os projetos elementos móveis, os celulares fizeram com que a relação trabalho e casa ficassem extremamente próximas e os Facebooks fizeram as relações profissionais e afetivas se misturarem.

No entanto, por mais que o trabalho esteja invadindo as casas e as emoções é preciso tomar cuidado com esse mix quando assunto é sua imagem, seu estilo e roupas. “Trabalho e muito com a importância do dresscode para o sucesso profissional. Mas o inverso também deve ser preservado. O bem estar deve ser pensado nos mínimos detalhes. E, é claro, que ele pode começar com o seu guarda-roupa e uma reflexão sobre suas peças”, enfatiza a psicóloga de imagem.

 

Principais dicas sobre a relação “você e seu closet” – por Marjorie Vicente

– Encontre o seu estilo através da sua personalidade e tente “repaginar” o closet

– Adéqüe o closet ao seu estilo de vida (profissão, lazer, estado civil e hobbies…)

– Trabalhe seu emocional quando o assunto são peças com carga emocional e pouco ou nenhum uso efetivo (aquela roupa que você guarda, mas sabe que jamais irá usar)

– Entenda que as cores passam mensagens implícitas

– Pratique o desapego

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments