Qual a diferença entre produtos diet e light

Todos podem usar produtos diet & light?

Todos podem usar produtos diet & light?

Olá amigas(os), hoje em dia quando vamos ao supermercado e somos abordados por diversos produtos light e diet, a questão é ter certeza do que realmente precisa ser diet ou light no nosso dia a dia.

A busca pelo peso ideal, mais do que pela saúde em geral,  levam inúmeras pessoas a buscarem alternativas Diet  e Light com o objetivo de  consumir alimentos saborosos com menos calorias, evitando assim o ganho de peso. Mas  afinal qual é a diferença entre esses produtos? Tem os mesmos benefícios? E quais são as suas contraindicações?

DIET: O alimento atende as dietas com restrição de nutrientes como: carboidratos, proteínas, gorduras ou sódio e sua indicação é para pessoas que apresentam condições metabólicas específicas, como diabetes, intolerância a glicose (pré-diabetes) e hipertensão arterial.

Como exemplo citamos uma bebida diet, que possui um teor de açúcar menor que 0,5g/100 ml. Importante: diabéticos precisam ficar atentos ao rótulo, pois o produto pode conter frutose, glicose ou sacarose.

É muito comum os produtos serem utilizados com a finalidade de emagrecimento, porém se lermos o rótulo a situação se agrava, pois ainda existem as gorduras. Eis o X da questão, eliminar peso com menos açúcar ou menos sódio e mais gordura?

Leiam os rótulos dos produtos, eles mencionarão a quantidade de gordura.
Exemplo disso é o chocolate diet, isento de açúcar, mas mais gorduroso e calórico que o produto normal. Vejam também a quantidade de adoçantes, sim, pois se são isentos de açúcar, algo teria que substituí-lo e nesse caso, são os adoçantes.

LIGHT: Termo utilizado para produtos com baixo ou reduzido valor energético ou nutricional. Em alimentos sólidos, devem ter no máximo 40 cal/100g e em bebidas a proporção é de até 20 cal/100ml ou a redução mínima de 25% em calorias, em comparação com produtos similares.

A indicação desses produtos é para pessoas que desejam a perda de peso, mas atenção; atente-se aos excessos que poderão expressar uma quantidade de calorias ainda maior que os produtos normais. Por
exemplo o chocolate light, redução de valor energético (calorias) ou de algum nutriente especifico.

Outro exemplo é o refrigerante light, que em sua maioria pode também ser classificado como diet, pois os dois são isentos de açúcar.
Atenção aos rótulos, pois eles devem mencionar a tabela nutricional, também o produto ao qual o alimento é comparado.

Lembramos que os excessos são prejudiciais, pois até mesmo o chocolate mais saudável, os feitos a partir da alfarroba, não se livram de malefícios à saúde.

Fique atento, nem toda substituição é necessária ou saudável.

Beijos e até a próxima!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments