Dicas para os “papais atletas de final de semana”, para nossos filhos somos super-heróis, mas o coração agüenta?


Ir ao parque, andar de bicicleta, patins, correr, brincar, jogar futebol, a diversão com os filhos exige uma boa preparação física. “Se o corpo não estiver apropriadamente condicionado, as dores e lesões serão inevitáveis”, alerta Dr. Mohamad Barakat, nutrólogo especialista em metabologia e fisiologia do exercício e Máster em ciências do envelhecimento.

Outro fator importante é o alongamento. Segundo o especialista, o ideal é tentar incluir na rotina diária, ao menos 30 minutos de atividade física aeróbia moderada, que garantem o fôlego para as brincadeiras com a criançada. “Se exercitar deve fazer parte da vida de todos nós, mas o mais importante é não extrapolar. Quem não pode manter uma rotina durante a semana, deve respeitar seus limites. Quando for jogar uma partida de futebol no sábado, por exemplo, não force seu corpo, ouça quando ele pedir para parar”, recomenda Barakat.

Dr. Barakat lembra que antes de tudo, o pai é o grande exemplo para o filho, por isso alimentar-se de maneira adequada, com variedade e qualidade, além de fazer muito bem ao organismo será um incentivo a mais para os pequenos trocarem a batata-frita pelo brócolis. “Quem não tem tempo de se exercitar durante a semana deve ao menos manter uma alimentação saudável, pois isso já ajuda a dar um pouco mais de energia para acompanhar o ritmo das crianças”, finaliza o médico.

Sabemos que com a correria de trabalho durante a semana, dificulta manter uma disciplina em relação a exercícios e alimentação correta, porém nunca é tarde para começar a mudança de alguns hábitos. Sei que nós pobres mortais detestamos mudar de hábitos, mas às vezes a saúde exige essas mudanças urgentes e em alguns casos chega a ser irremediável.

O importante é preparar o corpo e o coração para essas atividades com as crianças, afinal ninguém deseja ter uma taquicardia na frente do filho, durante uma partida de futebol. E seu filho quer ter esse super-herói forte e saudável sempre presente em sua vida.

Pesquisadores brasileiros analisaram mais de 170 mil internações por problemas cardiovasculares e constataram: 20% delas aconteceram na segunda-feira, a maior parte pela manhã. A explicação seria o alto nível de estresse provocado pela volta às obrigações.

Ter um cônjuge fumante pode aumentar em até 72%, no pior dos casos, o risco de sofrer ataque cardíaco, indicam os resultados de uma pesquisa conduzida na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Um estudo publicado nesta quarta-feira sugere que os consumidores freqüentes de refrigerantes dietéticos correm um risco maior de sofrer ataque cardíaco e acidente vascular cerebral do que as pessoas que não consomem refrigerante nenhum.

O vilão agora é o aminoácido homocisteína, produzido no organismo a partir do consumo de gorduras e alimentos industrializados. A substância é mais perigosa que o excesso de colesterol, porque causa endurecimento das paredes das artérias (a arteriosclerose).

Então papai, check-up periódico, boa alimentação, atividade física, férias, são maneiras de reduzir esses riscos.

Beijos e até a próxima!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments