Atividade física monitorada melhora as dores nas costas

Alívio das dores nas costas com exercício

Alívio das dores nas costas com exercício

Olá amigas(os) quem nunca acordou com aquela dor nas costas por ter dormido de mal jeito. Muitas pessoas que sofrem de lombalgia se enganam ao falar erroneamente “dores nas costas” ou simplesmente “dor na coluna”. A coluna vertebral é um agrupamento de vértebras divididas em região cervical, torácica, lombar e sacral.

A partir disso, o correto é correlacionar a dor para cada região da coluna, como por exemplo: cervicalgia (dor na região cervical), dorsalgia (dor na região torácica), lombalgia (dor na região lombar) ou sacralgia (dor na região sacral).

Então, a lombalgia pode ser definida como dor localizada na região lombar, que é entre a última costela e início do glúteo. Se a dor irradiar para as pernas, dá-se o nome de lombociatalgia, devido ao comprometimento do nervo ciático.

O diagnóstico da lombalgia é clínico, feito por um médico, ou seja, não vem escrito em um exame. Exames de imagem são apenas complementares e devem ser feitos quando existe real indicação.

O tratamento da dor lombar consiste basicamente em medicamentos, fisioterapia e/ou cirurgia. Um estudo realizado no Brasil apontou que em 1.679 cirurgias realizadas, somente em 41% delas existia a real necessidade de operar, mostrando que o tratamento cirúrgico só deve ser adotado após falha do tratamento conservador.

Fisioterapia baseada somente em aparelhos que apenas proporcionam alívio, como TENS e ultrassom, não é eficiente. “É preciso realizar exercícios de fortalecimento dos músculos do abdômen, dos músculos estabilizadores da coluna, glúteos e músculos anteriores da coxa, que podem ser exercitados através do método Pilates”, diz Marcelo Cardoso, fisioterapeuta do Centro de Qualidade de Vida.

A hidroterapia é também um método utilizado no tratamento fisioterápico, onde a temperatura e a força exercida pela água aliviam bastante os sintomas em diversos casos. “Caminhar também é uma excelente alternativa de tratamento para as pessoas que não possuem contraindicação, pois além de ser um exercício sem custo financeiro, este está acessível para qualquer pessoa”, reforça Marcelo.

Outro estudo mostrou que pacientes com lombalgia crônica, que realizaram caminhadas no parque três vezes na semana, durante quarenta minutos, melhoraram a dor e a função no dia-a-dia em relação aos pacientes que não caminharam.

Manter boa postura durante as atividades e durante o sono são orientações importantes que o paciente deve aprender. Para obter sucesso no tratamento é necessária dedicação e o acompanhamento de um médico e um fisioterapeuta, que ajudarão na avaliação e na recuperação da doença para ter e manter a qualidade de vida.

Beijos e até a próxima!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments