São Paulo, 460 anos, temos o que comemorar?

Parabéns São Paulo, pelos 460 anos

Parabéns São Paulo, pelos 460 anos

Olá amigas(os), quem me conhece sabe o quanto amo essa cidade, e por isso mesmo me sinto tão incomodada em relação a forma como ela tem sido tratada.

Lixo por todo lado, aumento no número de invasões a prédios e pessoas esmolando, mato alto nas praças, agora com a chegada da época de chuvas, alagamentos em toda parte, representando um risco eminente a toda população.

Enfim são tantos os problemas, que as vezes não reconheço esse cidade onde nasci, tamanho descaso dos políticos, que pensam somente em seus benefícios particulares, pouco importando-se com o bem comum.

Não tomo partido algum desse ou daquele politico, mas é preciso ter coerência e respeito por essa população paulistana que já sofre com o transito, enchentes, claro que é bom ressaltar que as pessoas que aparecem na tv, alegando ter perdido tudo, também arriscam-se construindo moradia próximo a córregos e mananciais, ou seja sem o mínimo cuidado para evitar futuras tragédias, sem falar no lixo que o próprio morador joga indevidamente nas ruas e rios, que na ocasião das enchentes voltam as suas casas.

Sou totalmente contra as invasões a prédios, afinal sou da época em que pra gente ter algo, temos que trabalhar para conquistar. Pra mim pouco parece ser de cunho social esses movimentos, pois assim que eles invadem um prédio, passam a alugar os apartamentos como se fosse propriedade deles. Isso pra mim se chama, especulação imobiliária, há que se deixar isso bem claro.

Sem falar na quantidade de lonas e papelões estendidos em meio às principais vias de acesso da cidade, parece que as pessoas entenderam que podem quer instalar-se em qualquer lugar que achar adequado, pelo que sei, nós que pagamos todos os impostos possíveis e imagináveis temos que respeitar leis de zoneamento, licença na prefeitura para cada tijolo que aumentarmos em nossa propriedade. Afinal hoje em dia o Google em parceria com a prefeitura monitora cada construção nova na cidade, se não tiver a licença em seguida o fiscal aparece.

Porque a lei não é igual para todos?

Outro dia li sobre um projeto de criar um o espelho d´agua na Vale do Anhangabaú, pelo que sei a saúde, a educação, os transportes não estão lá aquelas coisas para gastarmos dinheiro com  isso.

Falando em transporte, não entendi até agora o porque das faixas exclusivas de ônibus, pois complicou-se ainda mais a vida do motorista de carro e não melhorou a vida dos usuários de ônibus, porque as empresas de ônibus, por alegarem não terem recebido o aumento dos R$ 0,20 no valor da passagem, não tem como colocar mais ônibus nas ruas, o que verificamos é um transito cada dia pior, e faixas exclusivas de ônibus vazias. Simplesmente, incoerente.

Então nesse sábado de comemorações diversas por várias regiões da cidade, vamos refletir como queremos a nossa amada cidade. E quem não a ama, melhor procurar outro lugar, pois quem ama cuida e preserva.

Fica aqui meu recado e desabafo.

Beijos e até a próxima!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments