Dúvidas a respeito do uso de sabonete antibacteriano? Conheça melhor e inclua-o na sua próxima lista de compras

Após o surto da gripe H1N1, em 2009, alguns hábitos foram consolidados em nossa cultura, como o uso de álcool gel e sabonete antibacteriano, mas algumas dúvidas ainda permeiam a cabeça do consumidor a respeito do sabonete antibacteriano.

Estávamos no processo de substituição do sabonete em barra para o líquido em locais de uso público e comum. Afinal, especialistas afirmavam que o sabonete em barra podia acumular bactérias que seriam transportados ao próximo que o utilizasse. Daí veio essa nova onda de sabonete antibacteriano e não sabíamos mais se era de fato eficaz ou mais uma maneira da indústria nos fazer engolir mais um tipo de produto.

Temos algumas marcas conceituadas no mercado desse tipo de sabonete e num desses eventos que fui, esclareci várias dúvidas, e quero compartilhar com vocês.

São muitas as duvidas que temos antes de trocar uma marca de produto em nossa casa, com certeza não é só preço que conta. Os sabonetes antibacterianos matam realmente 99,99% dos germes? Eles podem ser usados por toda família? Ao lavar a mão apenas uma vez ao dia com o produto, é garantida proteção duradoura?

1. Ressecam a pele
Mito, pois a maioria contém substâncias que hidratam a pele, como a glicerina, confira a embalagem.

2. Não eliminam 99,9% dos germes. Isso é apenas propaganda
Mito. Estudos científicos comprovam que lavar as mãos com sabonete antibacteriano, por 30 segundos, mata 99,9% dos germes. Entre eles, os vírus da gripe e as bactérias presentes na pele.

3. Deixam as mãos ásperas
Mito. Estudos clínicos comprovam é suave e não provoca irritação na pele.

4. Sabonetes antibacterianos em barra podem ser usados por toda família
Verdadeiro. Os sabonetes em barra podem ser usados por toda família, sem a necessidade de cada membro da família tenha seu sabonete.

5. Protegem a família mais do que um sabonete comum
Verdadeiro. Pois promovem proteção extra contra germes e bactérias que podem causar diversas doenças, por exemplo, diarréia, conjuntivite, gripe, infecção gastrintestinal e etc.

Pessoas que buscam proteção adicional no preparado de alimentos, antes das refeições, depois de ir ao banheiro, trocar fraldas, ou brincar com os animais de estimação, devem usar sabonetes antibacterianos.

6. Matam os germes apenas durante a lavagem
Mito. Estudos científicos comprovam a eficácia por muitas horas, mas, ainda assim, é preciso lavar as mãos com freqüência, principalmente depois de ir ao banheiro e antes de comer, ou seja, em situações em que possam ter sido contaminadas por germes.

7. Se usados uma vez ao dia, as mãos permanecem limpas
Mito. Todas as vezes que as mãos tocam alguma superfície ou objeto não esterilizado, são contaminadas novamente. Por isso, é importante lavá-las freqüentemente.

8. Se usados freqüentemente, são suficientes para proteger toda a família
Mito. Assim como a lavagem das mãos com freqüência, é importante realizar outros hábitos de boa higiene, como limpar a cozinha e banheiro regularmente com produtos antibacterianos apropriados para superfícies, e se vacinar contra doenças.

9. Matam apenas os germes descritos na embalagem
Mito. Existem diversos tipos de bactérias diferentes.

10. Matam germes e bactérias que são prejudiciais à saúde da família
Verdadeiro. É eficiente contra os principais microrganismos transmissores de doenças. Entre eles, a E.Coli, que pode causar doenças gastrointestinais, e a S. Aureus, responsável por algumas doenças de pele.

Se não ficou convencido a respeito das vantagens do sabonete antibacteriano, continue com o seu sabonete tradicional, mas tenha hábitos saudáveis, como lavar sempre muito bem as mãos com sabão ou sabonete, na palma e na parte superior da mão, entre os dedos, unhas, principalmente se for manusear alimentos, dar alimento aos filhos, chegar em casa depois de pegar o transporte público ou particular.

Beijos e até a próxima!!

 

 

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments