Gerir o próprio negócio pode ser a chave do sucesso

Sucesso nos negócios

De olho na empresa

Olá amigas(os), hoje falaremos sobre a importância em gerir seu próprio negócio, ai pode estar a chave do sucesso.

Muita gente sonha em ter seu próprio negócio e sair das asas da CLT, a questão é que nem tudo são rosas, um negócio exige muita dedicação, trabalho, planejamento e teimosia.

Isso mesmo teimosia, senão dificilmente se consegue chegar ao segundo ano de vida da empresa, pois uma empresa nova acaba passando por diversos momentos, que até fazem parte para alcançar a maturidade necessária, a questão é que muitos acabam desistindo pelo caminho.

Segundo o Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2010/2011, divulgado em dezembro último pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o número de pequenos empreendedores no Brasil chega a 22,9 milhões de pessoas, o que representa 22,7% da população economicamente ativa do país.

Mas dentro desse universo, qual o percentual de pequenas empresas administradas pelo próprio dono?

O que quero alertar é que ainda vale o velho ditado de que o olho do dono engorda o gado, pois somente inserido de fato no negócio conseguimos perceber os ajustes necessários, e não só comemorar as vitórias, mas analisar o porquê das derrotas, seja por perder uma concorrência, pelo cliente não renovar o contrato ou reclamar de algo.

Muitas vezes quando delegamos essa tarefa de gerir a empresa, as informações chegam filtradas e acabamos não dando a atenção necessária, para que a experiência não se repita e seja vista como aprendizado.

As empresas no Brasil são na grande maioria formadas por micro e pequenas empresas, e também são empresas de famílias, ou seja, formada por grupo de pessoas da mesma família, o que é uma característica bastante evidente no nosso país.

Para uma boa administração é necessário que o empresário seja consciente de quem irá assumir esta posição na empresa, e só permitir e aceitar uma pessoa capacitada na direção; como estamos falando de empresa familiar então pelo menos melhor é que o mais capacitado assuma esta posição, os demais podem opinar sobre determinados assuntos; mas em conjunto, porém na direção deve está o que realmente entende, mesmo que seja por experiência prática; mas que haja resultados positivos, e que busque as alternativas que a boa e adequada administração oferece para o bem da empresa. Na direção deve estar uma pessoa perspicaz, de raciocínio rápido que esteja atento ao mercado e o que atualmente acontece com o produto que está sendo vendido e a aceitação do seu produto.

Já se foi o tempo em que administrar uma empresa precisaria apenas de capital de giro e competência. Os tempos mudaram e as exigências são outras.

 

Como a concorrência sempre inova e busca se sobressair, faz-se necessário que o gestor, administrador de toda e qualquer empresa, possa investir sempre em:

1. Conhecimentos – porque tudo muda o tempo todo.

2. Novas habilidades – porque o cliente exige isso de toda empresa.

3. Competências duráveis – pois fazem toda a diferença.

4. Soluções práticas – porque o cliente moderno não perdoa a demora da empresa em resolver problemas.

5. Inovação – pois é o que mais o cliente deseja.

6. Criatividade – outra característica importante para o cliente, pois com ela tudo pode ser resolvido de forma mais dinâmica e rápida, satisfazendo, assim, as necessidades do cliente moderno e exigente.

7. Valor agregado – outro diferencial notado pelos clientes mais experientes e que gostam de levar vantagem em tudo o que compra.

8. Flexibilidade – pois empresas rígidas não conseguem sobreviver muito tempo.

9. Motivação e compromisso – pois uma equipe desmotivada e sem compromisso perde uma excelente oportunidade de encantar e realizar todas as vontades e exigências do cliente.

Se você tem intenção de abrir um negócio, defina quanto tem pó você dedicará a esse novo e importante projeto em sua vida.

É importante progredir, afinal geralmente quando somos empregados, sempre achamos que o salário é insuficiente, que não se concorda plenamente com as determinações da direção, mas é importante analisar o que tem de bom também nessa situação.

Reavalie seus desejos e veja se já é hora de se lançar em seu negócio próprio, se já tiver analisado todos os prós e contras, e ainda assim quiser seguir o projeto, vá em frente, tentando ficar de olhos bem abertos com tudo que aconteça na sua empresa.

Beijos e sucesso!

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments