Como negociar um aumento de salário

Negocie um aumento de salário

Negocie um aumento de salário

Olá amigas(os), grande parte das pessoas que conheço já passou ou passa por essa situação, afinal quem aqui nunca desejou solicitar um aumento de salário e travou no momento de fazer o pedido para seu chefe?

Que já teve medo de ser demitido ao manifestar seu desejo de receber uma promoção ou já se pegou pensando: ruim com esse salário, pior sem ele? Sim?

Então, o que você precisa aprender é: o que fazer para negociar um aumento de salário sem ficar mal visto aos olhos da administração da empresa.

Vou te apresentar 4 dicas poderosas de como construir esse caminho:

  1. Tenha certeza de que seu passe vale mais do que aquilo que está recebendo. Como descobrir? Simples! Teste o mercado. Você só pode afirmar que está ganhando pouco se a concorrência já veio te oferecer o dobro. Ainda não vieram? Então vá até eles, mande seu currículo, descubra se a sua empregabilidade está alta. Se surgirem outras propostas você terá condição de comparar e escolher e aí até é hora de contar para sua empresa atual a proposta que recebeu para ver se eles topam cobrir ou no mínimo equiparar. Mas atenção: não blefe! A quebra de confiança é devastadora e aí talvez você fique sem uma coisa e sem a outra, além de queimar sua imagem profissional.
  2. Não espere a promoção chegar para assumir outras responsabilidades. Vá ocupando espaços, interesse-se por aprender outras atividades, faça o que ninguém está fazendo na empresa, e quando olharem para você dirão: mas o que ele está fazendo como analista? Ele faz atividades de supervisor!
  3. Descubra o cargo que lhe interessa na empresa e tenha uma conversa franca com seu gerente perguntando: que competências eu preciso demonstrar para galgar este cargo? Que resultados preciso apresentar? Peça para que ele lhe ensine o caminho e seja seu coach para que você consiga chegar a sua meta.
  4. Se você já fez de tudo que estava ao seu alcance e tem a certeza de que na atual empresa suas chances de crescimento são inexistentes, tenha a coragem de construir a sua saída. Busque novas oportunidades, saia da zona de conforto, enfrente novos desafios. O ser humano tem o triste hábito de praticar o “Tá ruim, mas tá bom”. Isso não existe. Se estiver ruim faça ficar bom e se no lugar que você está isso for impossível, descubra novos horizontes.

E finalmente lembre-se: só você pode dar valor a si mesmo. Se você não assumir isso como filosofia de vida, estará fadado a construir um caminho de infelicidade não apenas em relação a sua remuneração, mas em vários outros aspectos de sua vida!

Beijos e até a próxima!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments