Comemore a nova estação, renove sua casa com cores que trazem equilíbrio e felicidade

Olá, hoje vou abordar a influência das cores na decoração da casa. Afinal quem nunca bateu os olhos nas paredes de casa e imaginou te-las com aqueles toques de cor como as da novela.

Como geralmente temos receio de errar ou por comodidade mesmo, acabamos sempre deixando as paredes brancas mesmo. Nesses casos, é importante começar colorir de cor forte apenas uma parede de cada cômodo, deixando as outras em tons mais claros.

Seja nas paredes ou nos mobiliários, as cores são muito importantes na decoração da casa e também podem expressar a personalidade de seu dono. Cada cor tem um impacto sobre as sensações e causam efeitos nas pessoas.

Escolher a cor certa não é uma tarefa fácil, por isso que muitos contratam decoradores e arquitetos para definir as cores certas de cada ambiente.

Vermelho – É uma cor energética e resplandecente. Com moderação, o vermelho pode dar calor e dinamismo ao ambiente.

Laranja – Com a luminosidade do amarelo e a impulsividade do vermelho, a cor laranja ajuda a se relacionar, desperta o apetite e diminui a fatiga. Os tons mais “escuros” contagiam um cômodo com seu calor. Seus tons mais suaves potencializam a luz e é ideal nos ambientes rústicos. Pode-se usar ainda um tom intenso para expressar personalidade a um canto ou à uma parede. Realça a beleza das madeiras, as fibras vegetais e o couro. Por ser tão versátil, encaixa-se bem em todo tipo de estilo e em qualquer cômodo.

Branco – paz: multiplica a luz e o espaço. É um dos mais utilizados na hora de pintar os espaços pequenos ou com pouca luz natural, como corredores e halls de entrada, pois reflete a luz e dá a sensação de ampliar o espaço. Passa o sentimento de infinito e estimula a imaginação criativa. A cor “osso” é recomendada para salões luminosos, já que valorizam a entrada de luz e combinam com qualquer madeira. Além de tudo, os móveis e os complementos escuros se destacam mais sobre um fundo branco. É perfeito para disfarçar um pilar. Para que o resultado não seja muito frio, convém incorporar telas e detalhes em cores quentes.

Azul -É uma cor elegante, calmante e tranquilizadora, que dá uma sensação fresca e luminosa, além de ser uma cor fácil de combinar com o mobiliário. Indicada para quartos, pois tranqüiliza o ambiente.

Amarelo – É uma cor quente, dinâmica, acolhedora, que o ilumina. Permite efeitos diversos, desde ambientes clássicos a ambientes frescos e surpreendentes.

Creme e bege – Passam serenidade e realçam a decoração. Podem ser quentes ou frias, depende a cor à qual se associe. Elegantes, possuem um efeito calmante, o que os tornam perfeitos para decorar as paredes de salas e dormitórios. De qualquer forma, pela sua neutralidade, encaixam bem em qualquer cômodo e estilo. O resultado é perfeito, quando a intenção for dar profundidade a um corredor estreito, iluminar um espaço escuro ou passar calor a um ambiente frio. Ressaltam a textura de telas (pinturas) e de móveis de madeiras escuras. Para criar um ambiente natural, pode-se utilizar também a mesma gama de neutros em tecidos e complementos.

Verde – É uma cor refrescante, relaxante, refinada e que nos faz lembrar a natureza. Combina muito bem com tons neutros.

Cores Neutras – Os tons naturais como nata, branco, mel e café conferem elegância ao ambiente, além de combinarem com a maioria dos móveis. O toque de cores mais fortes pode ficar por conta das almofadas, cortinas e acessórios.

Tons terra – ambiente natural e sóbrio. Associadas a pessoas realistas, muito seguras de si mesmas e simbolizam a conexão com a natureza. Em todas suas variedades – areia, argila, terra, terracota…

Estas cores quentes recriam salas e dormitórios naturais e frescos, ou cozinhas e banheiros sóbrios e originais. Para caracterizar um cômodo, é aconselhável uma forte terracota; e se deseja uma sala mais luminosa, prefira um tom mais dourado e quente como o caramelo.

Sua consistência terrosa proporciona a estas cores um aspecto natural, ainda mais bela quando entra em contato com a luz.

Preto – É a cor que menos reflete luz. O ideal é que ele seja utilizado moderadamente como recurso para realçar outras cores, em detalhes, do que em grandes áreas. Pode expressar agressividade.

As combinações podem ser harmônicas, contrastantes, tom sobre tom ou vibrantes.

Dicas de como escolher cor de parede:

1º Dica: A pintura da parede com cores claras ajuda a clarear o ambiente e proporciona relaxamento e paz.

2º Dica: A cor da casa do vizinho pode lhe servir de inspiração para escolha da nova cor de tinta, porém, não é válido copiar as cores da casa do vizinho. Cores de tintas

3º Dica:  Paredes com duas cores dá alegria ao ambiente, ou melhor dizendo; use uma cor mais clara para pintar  três paredes da sala ou quarto e outra mais escura para destacar a parede principal.

4º Dica:  A paisagem do seu jardim pode lhe dar uma idéia legal de cor para pintar as paredes externas da sua casa.

5º Dica: Qualquer cantinho da casa deve ter uma atenção especial na escolha da cor, pois conviveremos com essa cor até a próxima vez que pintarmos a casa.

6º Dica: Verifique as cores dos seus móveis da sala e escolha cores para parede que combinem com eles.

7º Dica: Cores claras deixam o ambiente maior, porém, cores escuras tem o efeito ao contrário.

8º Dica: Tabela com cores ajuda bastante na hora de escolher cores de tinta para pintar.

9º Dica:  Cores para textura ficam melhor com acabamento acetinado ou com brilho, pois esse tipo de acabamento realça a beleza da textura.

10º Dica: Uma forma divertida de escolher cores é reunir a família e pedir a opinião de todos.

Agora é definir o que você quer de cada ambiente de sua casa e usar a cor indicada.

Beijos e até a próxima!

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments