Perder peso e emagrecer, será que é a mesma coisa?

Calorias no inverno

Tentações do inverno

Olá amigas(os), chega essa época do ano e sentimos necessidade de mais calorias para que nosso corpo se mantenha aquecido, mesmo assim, é preciso estar atenta à balança, pois no final do inverno podemos contabilizar indesejáveis quilinhos a mais.

O fisiologista e personal trainer, Givanildo Holanda Matias, diretor da Test Trainer, franquia para profissionais de Educação Física, explica a diferença entre um e outro

Ao contrário do que muitos pensam, não são sinônimos. Perder peso tem uma relação apenas com a diminuição da massa corporal total, onde é observado o resultado negativo na balança. Já o emagrecimento está relacionado apenas à  redução de qualquer quantidade de gordura corporal.

A principal confusão é ter uma visão equivocada, pois uma pessoa pode perder peso sem necessariamente emagrecer. Em alguns casos pode até acontecer de reduzir o peso na balança e engordar porque a quantidade de gordura corporal ao invés de reduzir aumentou.

Sendo assim, o que é mais saudável, emagrecer ou perder peso? Sem dúvida nenhuma, o mais saudável é emagrecer, pois é a quantidade de gordura em excesso que traz vários riscos de problemas de saúde, juntamente com um maior desconforto estético.

Para emagrecer é necessário praticar atividades físicas com predominância das aeróbias onde o principal substrato energético utilizado é a gordura. Junto com essas atividades é interessante desenvolver o trabalho muscular para fortalecer a musculatura e acima de tudo não perder a massa muscular.

Pessoas que só realizam atividade aeróbia correm o risco de junto com a gordura perder massa muscular e isso pode ser considerado como um prejuízo na maioria dos casos.

Alguns estudos mostram que pessoas que buscam emagrecer apenas à base de dieta, chegam a ter 50% da redução do peso vinda da perda de massa muscular. Isso não é bom. O mais interessante é associar uma boa alimentação e atividades aeróbias ao trabalho de fortalecimento muscular.

Assim como o treino, toda dieta deve ser adequada à realidade de cada um, por isso quem está em uma situação mais critica e pretende ter um trabalho com foco em resultados, deve procurar uma nutricionista para fazer uma avaliação e ter um trabalho personalizado.

Para emagrecer ou perder peso, qual a importância da suplementação alimentícia pra cada processo? A única condição igual nesses dois processos é o saldo negativo de caloria. Por isso as pessoas que não possuem nenhum comprometimento de saúde não precisam fazer nada além de reduzir a ingestão calórica com uma alimentação balanceada.  Para casos especiais sempre é bom consultar uma nutricionista ou endocrinologista, que poderá prescrever ou não, algum tipo de suplementação.

O foco para qualquer pessoa sempre deve ser a redução de gordura com a preservação de massa muscular. Porém, no caso de pessoas muito obesas, a redução da massa muscular não será considerada um prejuízo por um bom tempo.

Por isso essas pessoas devem, além da dieta e das atividades aeróbias, fazer o trabalho muscular mais voltado à resistência ,e principalmente, envolvendo grandes grupos musculares que trarão maior gasto energético.

Para saber se você emagreceu é necessário realizar uma análise da composição corporal, na qual seu corpo será dividido em dois compartimentos – massa gorda, que é todo tecido constituído de gordura, e  massa magra, que é o que sobrou, envolvendo principalmente músculos, ossos, sangue, órgãos e vísceras. Essa análise pode ser feita por nutricionistas, endocrinologistas ou professores de educação física.

Entre os métodos mais comuns e acessíveis podemos citar a técnica de dobras cutâneas, bioimpedância elétrica e densitometria.

De início,  faz-se uma analise antes do começo do programa. Durante,  em média, a cada 3 ou 4 meses, que será tempo mais do que suficiente para já serem observadas alterações nesses componentes. Com essas informações, poderão ser feitos ajustes necessários no treino e na alimentação para otimizar os resultados.

O que faz uma pessoa perder massa muscular durante um processo de emagrecimento são praticamente duas hipóteses:

a) A falta do trabalho muscular como a musculação, ginástica localizada, pilates, e etc

b) Muito volume de treino para pouca alimentação. É comum pessoas que querem emagrecer ficando mais de 2 horas malhando e reduzir bruscamente a ingestão de alimentos. Essa situação pode fazer o organismo usar, além da gordura, a massa muscular como fonte de energia.

Bem, todos atentos a balança e nos hábitos de vida, para manter a saúde e a boa forma, sem praticar loucuras após a temporada mais fria do ano.

Beijos e até a próxima!

 

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments