Como ter a casa limpa, mesmo com cachorro ou gato em casa

Casa limpa, com cachorro e gato

Casa limpa, com cachorro e gato

Olá amigas(os), é cada vez mais comum nas famílias brasileiras a presença de pelo menos um animal de estimação, afinal eles são afetuosos, leais, adoram receber a nossa atenção e o nosso carinho.

Porém para que essa convivência seja saudável e agradável, e sua casa fique sempre cheirosa e sem pêlos por toda parte, alguns cuidados são importantes.

Antes de qualquer coisa, educar seu animalzinho desde os primeiros dias dele na casa é fundamental.

Ensine desde onde fazer as necessidades até os cômodos aonde ele pode ir, fale sempre com firmeza, porém sem ser agressivo.

Quando ele fizer algo errado, diga na hora que ele “não pode” e mostre o que é certo. Não se esqueça de que bronca atrasada não funciona com os animais.

Para evitar cheiros desagradáveis
Deixe claro quais são os limites do animal, em que cômodos ele pode transitar, onde pode subir ou permanecer. Por exemplo, se você prefere que ele não suba na sua cama, nunca abra uma exceção, colocando-o em cima dela só um pouquinho! Depois fica bem mais difícil mudar esse hábito.

Uma alternativa caseira de banho seco que uma veterinária me ensinou trata-se de mistura uma parte de vinagre de maçã, uma parte de alcool e uma parte de agua morna, passa essa mistura em todo corpo animal, seca com uma toalha e depois termine com secador. Esse banho não deixa cheiro algum, mas não tem risco de provocar alergias. Apenas limpa o animalzinho e tira aquele cheiro desagradável de “cachorro molhado” que ninguém gosta.

Se você tiver um filhote de cachorro em fase de aprendizado, leve-o, assim que terminar de comer, até o local onde ele deve fazer as suas necessidades. Em vez de liberar o acesso dele à casa toda de uma vez só, faça isso aos poucos, assim que perceber que ele já consegue voltar ao lugar por você estabelecido.

Se ele fizer xixi ou cocô no lugar errado, repreenda-o e mostre qual é o lugar certo. Mas não é só isso: é importante também limpar muito bem o local para que ele não repita o erro. Lembre-se de que o cachorro tem um olfato mais sensível que o nosso. Se o local indevido for um tapete, por exemplo, limpe-o bem com álcool ou vinagre branco e cubra-o com um papelão para disfarçar o cheiro por um tempo, até ele ficar mais fraco e o animal esquecer aquele lugar escolhido.

Dê banhos frequentemente no cachorro. Aproveite esse dia também para lavar ou limpar a caminha dele, assim como os seus brinquedos e cobertores. Se for possível, deixe a caminha e o cobertor algum tempo no sol.

Sempre que possível ventile a casa, para renovar os ares da casa, melhor ainda se for pela manhã.

Hoje em dia encontramos eliminadores de odor e repelentes de odor, a diferença entre eles é que o eliminador vai acabar com cheiro de xixi ou coco, já o repelente vai afastar o animal de onde você não quer que ele se aproxime, e pior faça as suas necessidades.

Para evitar pelos pela casa
Mantenha a tosa de seu cachorro em dia.

Se soltar muitos pelos é uma característica da raça, escove-o sempre que puder, no sentido contrário dos fios, para tirar aqueles que já estão soltos. Isso não diminui a queda, mas evita que eles se espalhem pela casa toda

Uma boa ração faz parte dos cuidados para melhorar a pelagem do seu cãozinho.

Na hora de tirar os pelos de tapetes, sofás e do chão, o melhor a se fazer é usar o aspirador de pó. E quando for lavar as roupas, não coloque as peças com pelo na lavadora, pois, muitas vezes, eles não saem ou acabam grudando em outras peças. O ideal é escovar as roupas antes de lavar, porque, assim, os pelos se soltam com mais facilidade.

FIQUE DE OLHO NO PET SHOP
Preste atenção a algumas condições a serem observadas no lugar que cuida de seu animal de estimação.
Na tosa, a tesoura e a lâmina devem estar limpas e em bom estado.
A escova não deve ter pêlo nenhum. Fungos escondidos ali causam micoses.
A temperatura do secador deve ser morna. Fria pode causar gripe e quente, queimadura.
O secador não deve apontar para os olhos do bicho. O vento forte pode causar o ressecamento da córnea. Além disso, o secador deve ficar a 30 cm de distância.

Depois de cada refeição, lave e seque bem o pratinho. A umidade é um prato cheio para fungos e bactérias, que causam uma dor de barriga infernal. Os cuidados que temos com nosso amigo devem ser muito próximos aos que fazemos conosco.

Beijos e até a próxima!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments