Quanto custa ao planeta alimentar esse culto a beleza?

Novidades da Beauty Fair

A escolha consciente de produtos de higiene e beleza

Olá amigo(a), acabei de visitar uma feira repleta de novidades em termos de produtos de beleza, a questão é, o que de fato é real e o que é simples marketing. Nós sempre ficamos tentadas a escolher o que é mais fácil e rápido, mas sabemos que nem sempre esse é o caminho mais seguro.

As indústrias da beleza e saúde movimentam 160 bilhões de dólares/ ano, sem qualquer preocupação especial com o tamanho das embalagens e com o uso de toxinas em seus produtos. Até produtos naturais de cuidados com a pele precisam de apenas 1% de ingredientes naturais para ser chamados de naturais; o resto pode ser feito ao bem querer pelo homem. Como absorvemos cerca de 60% de qualquer substancia aplicada na pele, podemos assimilar ate 2kg de produtos químicos pelo corpo por ano.

Embora nem todo mundo ande por ai feito um boneco de cera, a verdade é que investimos muito tempo e dinheiro para ficarmos bonitos. E acho até natural, afinal com o aumento da longevidade humana, o ideal é envelhecer com saúde e beleza.

Os americanos gastam sete vezes mais dinheiro por ano em produtos de beleza do que o governo federal gasta em educação. Agora imagine que tudo isso vem embalado, cada um de nós consome cerca de 90kg de plástico/ano, sendo que 27kg são jogados fora.

Obviamente isso não é só de produtos de beleza, engloba os de higiene pessoal também. Anualmente mais de 2 bilhões de laminas de barbear são descartadas, some a isso 22 mil toneladas de escovas de dentes, alem disso lembre-se dos frascos de xampu, condicionadores, cremes, outros.

Sem falar nos desodorantes e antitranspirantes feitos de sais adstringentes de alumínio, zinco e zircônio para fechar os poros e reduzir a transpiração. A mineração do alumínio destrói a paisagem, polui a água e consome grandes quantidades de energia. Geralmente quando compramos simplesmente um produto, não pensamos nessa cadeia de processos pelo qual passou o produto da prateleira.

Mas veja bem, não estamos dizendo para não escovar os dentes, não fazer a barba e ande fedorento, apenas seja consciente.

Veja algumas atitudes que podem minimizar o impacto ambiental de nossa existência:
 Se o tempo estiver bom, deixe a esteira de lado e faça sua caminhada ou corrida ao ar livre
 Leve uma garrafa com água filtrada sempre que for a academia.
 Compre um barbeador de qualidade com lâminas substituíveis
 Na academia, tente fazer seus exercícios em equipamentos que não precisem de uma fonte de energia
 Pedale na ciclovia
 Se puder escolher, prefira as piscinas salinizadas ou ionizadas por um purificador solar, ao invés de uma com cloro. São melhores para sua pele, seus olhos, seus cabelos e pulmões
 Confirme se o algodão que você usa é autentico, ou seja, não contem poliéster
 E atenção ao comprar seus produtos de higiene e beleza, afinal nem tudo que prometem, de fato pode acontecer. Esteja sempre atenta a formulação, qual seu ativo principal, e na duvida, leve o produto a um especialista que poderá com certeza te tranqüilizar.
 Prefira a escada ao uso do elevador
 Se puder deixe o carro em casa alguns dias da semana
 Recicle seu lixo
 Reutilize, organize feiras de troca de objetos, brinquedos, outros
 Não jogue o óleo usado de cozinha no ralo

Seja um(a) consumidor(a) responsável e consciente, questione e não aceite simplesmente aceite a”bobageira” que te empurram, temos esse poder e direito.

Beijos e até a próxima!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments