Com o aumento da obesidade infantil, o lanche escolar merece atenção

Lanche escolar, dose equilibrada de energia saudável

Lanche escolar, dose equilibrada de energia saudável

Olá amigas(os) terminadas as comemorações de Carnaval, voltamos a rotina escolar, sabiam que de acordo com o Ministério da Saúde, uma em cada três crianças está acima do peso no país e um dos motivos é a falta de hábitos alimentares saudáveis.

Pequenos com sobrepeso e obesidade tendem a permanecer desta maneira na idade adulta e são mais propensos a desenvolver diabetes e doenças cardiovasculares.

Com a volta às aulas, a merenda escolar passa a ser uma preocupação para os pais. Bolachas recheadas, sucos artificiais ou adoçados, salgadinhos de pacote, balas, pirulitos, gomas de mascar e frituras devem ser evitados. Confiram algumas dicas de como equilibrar a alimentação dos pequenos durante o ano letivo.

Os lanches precisam ser completos para manter a energia das crianças durante o período em que estão na escola, por isso o ideal é que tenham nutrientes energéticos, construtores e reguladores. Entre os energéticos há opções de cereais (trigo integral, aveia, canjica, fubá, etc.), massas (pães, bolos), raízes feculentas (batata, mandioca, mandioquinha), além de óleo e oleaginosas (gordura vegetal, coco, castanhas). Já os alimentos construtores são representados pelas proteínas como leite e derivados, carnes, ovos e soja, e os reguladores, compostos por frutas, legumes e verduras, ricos em vitaminas e minerais.

Sucos e vitaminas de frutas preparados em casa são opções de alimentos reguladores, mas precisam de cuidados na embalagem, pois, especialmente os que apresentam vitamina C, sofrem oxidação em contato com luz, calor e oxigênio, perdendo a eficiência.

A reação química pode ser evitada utilizando-se garrafas escuras e bem vedadas, ou preenchendo-se no mínimo 90% do espaço, de forma que a exposição ao oxigênio seja reduzida. Uma alternativa saudável aos sucos caseiros são os industrializados, mas somente aqueles que apresentam 50% de polpa de fruta ou os que são à base de soja.

Para preservar as propriedades nutritivas, é preciso estar atento ao armazenamento da merenda.

Lanches preparados com queijo, presunto e outros frios ou iogurtes precisam de refrigeração, por isso é recomendável que sejam levados em lancheira térmica.

Os utensílios onde a comida é colocada também merecem atenção. Rachaduras provocam o acúmulo de resíduos e possibilitam a contaminação dos alimentos. Se houver alguma trinca em potes ou garrafinhas, é hora de trocá-los.

Variar o lanche das crianças é uma forma de fazer com que elas tenham uma boa aceitação aos preparos caseiros. Abaixo, estão listadas algumas sugestões de merenda escolar, com receitas que podem ser preparadas em casa.

Lanches infantis

Opção 1 – Uma bisnaguinha integral com patê de cenoura + uma caixinha de suco de soja de maçã (200ml) + uma banana

Opção 2 – Pão de forma light com geleia de morango + Suco de laranja (200 ml) + uma pera

Opção 3 – Bolo de coco simples + uma caixinha de achocolatado (200 ml) + uma porção de uva

Opção 4 – Barra de cereais + uma caixinha de suco de soja com sabor de fruta (200 ml) + uma goiaba

Opção 5 – Um copo de iogurte natural + um potinho com granola ou cereal para misturar com o iogurte + uma fruta

Além disso temos os tomates cerejas, cenouras e pepinos em palito, prefira os alimentos integrais que dão uma sensação de saciedade prolongada e ainda preservam mais os seus nutrientes, podem parecer poucas essas mudanças, mas podem significar uma importante melhoria nos hábitos e qualidade de vida de nossos filhos.

Beijos e até a próxima!

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , ,



Comentários

Powered by Facebook Comments