Cuidados para não ter surpresas com a panela de pressão

Cuidados com a panela de pressão

Cuidados com a panela de pessão

Olá amigas(os), atendendo a pedidos hoje falaremos sobre os cuidados com a panela de pressão, afinal, qualquer bobeira faz um estrago danado na cozinha.

Ela foi inventada para acelerar o cozimento dos alimentos, facilita em muito nossa vida, mas como tudo tem alguns cuidados que precisamos ficar atentos. A válvula (aquela coisinha que fica no meio da tampa) deve estar desentupida, senão, BUM!!!! Explode mesmo!!!

Pra testar, é só colocar a tampa embaixo da torneira e observar se a água passa do lado de dentro pela válvula. Mantenha-a sempre limpa, se você cozinha feijão, certifique-se que não tenha nenhuma casquinha de feijão obstruindo a válvula.

Outra coisa importante é a borracha de vedação, que deve estar macia, não pode estar esfarelenta ou quebradiça, e vedar bem, pra isso é só pôr água na panela é fechar, colocar no fogo e quando começar a chiar, verificar se o vapor sai pela válvula ou pelos cantinhos da panela… O certo é sair só pela válvula!

A panela de pressão foi inventada pelo físico francês Denis Papin, que publicou em 1861 uma descrição do equipamento, denominando-o digestor. Numa reunião de cientistas da Royal Society, Papin demonstrou que o seu invento era capaz de reduzir ossos a gelatina comestível.

Não basta só colocar água e alimento na panela e levá-la ao fogo. Para ele, o cuidado deve começar desde a compra do objeto, que deve ter o selo do Inmetro.

No uso diário, é preciso ficar atento ao colocar os condimentos, temperos e verduras na panela de pressão. Alguns desses condimentos ou até mesmo alimentos, podem provocar o entupimento da válvula. Enquanto a panela estiver no fogo, é preciso observar se a válvula está funcionando normalmente, se está aliviando ou não a pressão.

Se a válvula não estiver liberando pressão, provavelmente está obstruída e o alívio deverá ser feito mecanicamente. Um garfo ou uma faca pode ajudar a resolver. Para isso, basta desligar o fogo, levantar a válvula, com cuidado para não se queimar. Antes de abrir a panela, é fundamental verificar se está t0talmente sem pressão. Nunca force a tampa para abrir.

Ao lavar a panela tem que observar se todos os resíduos de gordura foram tirados da válvula de pressão para não ocorrer obstrução, no uso posterior.
não se esqueça:
1) Nunca ocupe mais de dois terços do volume da panela com alimento ou água. O ar contido ali é parte do funcionamento do sistema. A falta de atenção com essa regra pode levar ao entupimento da válvula e à explosão da panela.

2) Não abra a panela imediatamente ao desligar o fogo. Nesse momento ainda há uma grande pressão dentro dela. É necessário esperar o resfriamento natural do conteúdo, ou resfriá-lo embaixo da torneira, afinal você e a sua cozinha não querem tomar um banho borbulhante ao abrir a tampa.

3) Som. Depois das primeiras vezes você vai conhecer o ruído que sua panela faz. Qualquer outro tipo de som vindo dela deve atrair sua atenção e resposta imediata. Costuma ser sinal do ressecamento do conteúdo, também conhecido como comida queimando. Se, por acaso, aquele “chiado” comum da panela de pressão não acontecer, pode ser que a válvula, esteja obstruída, o que a impede de liberar pressão. Sendo assim, o alívio deverá ser feito mecanicamente, bastando, para isso, levantar a válvula.

4) Tempo. Se você é daquelas pessoas que esquece completamente que há algo no fogo: compre um timer. Panelas de pressão são muito úteis, mas não esqueça delas indefinidamente.

5) Borracha. Quando a panela borbulha na junta da tampa, a pressão não vai funcionar e é sinal de que a borracha não está funcionando. Ou ela está mal posicionada ou é hora de trocar.

6) Válvula de segurança. Quando aquela válvula vermelha que existe nas panelas mais novas estourou, é sinal de que sua panela já era. Ignore o faz-tudo da sua vizinhança se ele quiser trocar a válvula por um parafuso. Da próxima vez que você precisar da válvula ela não vai estar lá e aí sim o estrago será grande.

Cuidados adicionais:
Antes do primeiro uso, é recomendável colocar água sob pressão, liberar a pressão, lavar a panela e só então utilizá-la.

O cozimento começa quando o vapor começa a escapar e a panela “apita”. É a hora de abaixar o fogo e começar a contar o tempo de cozimento indicado na receita.

Durante o funcionamento das panelas não se deve mexer nas válvulas, pois estas garantem a segurança no funcionamento das panelas.

A borracha e a tampa devem ser lavadas separadamente. Com a borracha limpa, é recomendável observar se apresenta algum tipo de falha. O ideal é não guardar a borracha na tampa porque vai perdendo a elasticidade. A vida útil da borracha, é de três meses no máximo.

O posicionamento do cabo da panela também é um item de segurança. Ele deve estar sempre voltado para o interior do fogão e nunca para fora, evitando que, acidentalmente, a panela seja derrubada.

Não permitir a presença de crianças na cozinha enquanto a panela estiver cozinhando, dentre outros cuidados.

Bem como podemos ver temos que prestar atenção aos sinais que a panela emite, assim pode-se evitar acidentes domésticos.

Beijos e até a próxima!!

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Sobre o post



Comentários

Powered by Facebook Comments